Logotipo Dedalus   Logotipo ABCD
                         
Identificação       Preferências   Catálogos   Fale Conosco   Encerrar Sessão  
Buscas   Resultados   Buscas Anteriores   Meus Docs.   Histórico   Vocabulário   Ajuda
 
  Adicionar Reg. Meus Docs.  |  Localizar  |  Salvar / E-mail  

Registro Completo

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC
No. Registro   002863187
Tipo de material   ARTIGO DE PERIODICO - NACIONAL
Cód. publicação   Link10.1590/s1518-8787.2017051000038 DOI
Entrada Principal   LinkJaime, Patrícia Constante
Título   LinkInfluência familiar no consumo de bebidas açucaradas em crianças menores de dois anos.
Imprenta   São Paulo, 2017.
Descrição   art. 13s [10p.].
Idioma   Português
Nota   Disponível em:<http://dx.doi.org/10.1590/s1518-8787.2017051000038>. Acesso em:08 dez. 2017
Resumo   OBJETIVO: Avaliar a influência de hábitos familiares e características do domicílio sobre o consumo de bebidas açucaradas em crianças brasileiras menores de dois anos. MÉTODOS: Estudo transversal que utilizou dados secundários gerados pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), em 2013. Foram estudados 4.839 pares de crianças menores de dois anos e adultos residentes no mesmo domicílio. Foram estimadas as prevalências do indicador consumo de bebidas açucaradas para a amostra total de crianças e segundo categorias de variáveis familiares e do domicílio. Aplicou-se análise de regressão logística múltipla para avaliar a influência de hábitos familiares e características do domicílio sobre o consumo de bebidas açucaradas pelas crianças. RESULTADOS: O consumo de bebidas açucaradas foi identificado em 32% das crianças estudadas (IC95% 30,6–33,3) e esteve independentemente associado com as seguintes caraterísticas familiares e domiciliares: consumo regular de bebidas açucaradas pelo adulto residente no domicílio (OR = 1,78; IC95% 1,51–2,10), hábito de assistir TV por mais de 3 horas diárias (OR = 1,22; IC95% 1,03–1,45), maior idade (OR = 3,10; IC95% 1,54–6,26), maior escolaridade (OR = 0,70; IC95% 0,53–0,91), domicílio localizado na região Nordeste (OR = 0,65; IC95% 1,54–6,26) e número de componentes da família (OR = 1,05; IC95% 1,00–1,09). CONCLUSÕES: Os achados apontam a alta prevalência de consumo de bebidas açucaradas em crianças brasileiras menores de dois anos e que características sociodemográficas e hábitos familiares influenciam essa prática alimentar não recomendada na infância
Assunto   LinkLACTENTES
  LinkBEBIDAS
  LinkSACAROSE
  LinkCONSUMO DE ALIMENTOS
  LinkDIETA
  LinkINQUÉRITOS EPIDEMIOLÓGICOS
Autor Secundário   LinkPrado, Rogério Ruscitto do (*) NAC Secretaria de Vigilância em Saúde. Ministério da Saúde Brasil Array
  LinkMalta, Deborah Carvalho (*) NAC Universidade Federal de Minas Gerais Brasil
Fonte   LinkIn: Revista de Saúde Pública, v.51, n.suppl 1, art. 13s [10p.], 2017, ISSN: 0034-8910
Localiz.Eletrônica    Clicar sobre o botão para acesso ao texto completo 
 
Acervo Geral   Todos os itens
Itens na Biblioteca   FSP-Faculdade de Saúde PúbliLibrary Info
Unidade USP   FSP -- FAC DE SAÚDE PÚBLICA

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC


Encerrar Sessão - Preferências - Fale Conosco - Ajuda - Ex Libris
Buscas - Resultados - Buscas Anteriores - Catálogos