Logotipo Dedalus   Logotipo ABCD
                         
Identificação       Preferências   Catálogos   Fale Conosco   Encerrar Sessão  
Buscas   Resultados   Buscas Anteriores   Meus Docs.   Histórico   Vocabulário   Ajuda
 
  Adicionar Reg. Meus Docs.  |  Localizar  |  Salvar / E-mail  

Registro Completo

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC
No. Registro   002321369
Tipo de material   TESE
Entrada Principal   LinkCordeiro, Daniela
Título   LinkUso de bioindicador de efeito endócrino e validação do método para determinação de hormônios na água da Represa Municipal de São José do Rio Preto, SP.
Imprenta   São Carlos, 2009.
Descrição   89 p.
Idioma   Português
Nota Tese/Diss   Dissertação (Mestrado)
Resumo   Dentre os vários xenobióticos que as atividades humanas têm produzido nas últimas décadas, os desreguladores endócrinos (EDs), incluindo os hormônios, vêm chamando a atenção de pesquisadores devido aos efeitos que eles causam em animais. Esses efeitos podem resultar em características hermafroditas nos peixes e em anfíbios, inibição do crescimento testicular, inibição da espermatogênese, decrescimento da capacidade de fertilização dos ovos e alteração no comportamento reprodutivo dos seres vivos. Concentrações de apenas 10 ng L-1 de hormônio no meio aquático já são capazes de causar efeito endócrino nos organismos. Neste estudo determinou-se o hormônio natural 17β-estradiol e os hormônios sintéticos levonorgestrel e 17α-etinilestradiol na água da Represa Municipal de São José do Rio Preto (SP). A primeira etapa deste estudo foi a validação dos métodos segundo a Resolução-RE 899 da ANVISA. Os limites de detecção, de quantificação e inferior de quantificação do método para a determinação do 17α-etinilestradiol foram, respectivamente, 25, 100 e 100 ng L-1. A linearidade, desvio-padrão relativo, exatidão e recuperação média para o 17α-etinilestradiol foram, respectivamente, R de 0,98, 3,23%, 100,53% e 89,95%. Os limites de detecção, de quantificação e inferior de quantificação do método para a determinação do 17β-estradiol foram, respectivamente, de 100, 150 e 150 ng L-1. A linearidade, desvio-padrão relativo, exatidão e recuperação média do 17β-estradiol foram, respectivamente, R de 0,99, 3,43%, 106,16% e 89,05%.
  Para o levonorgestrel, os limites de detecção, de quantificação e inferior de quantificação foram, respectivamente, 50, 150 e 150 ng L-1. A linearidade, desvio-padrão relativo, exatidão e recuperação média do método para a determinação do levonorgestrel foi respectivamente, R de 0,98, 3,48%, 105,15% e 86,45%. Na segunda etapa desta pesquisa analisaram-se amostras de água coletadas na Represa Municipal de São José do Rio Preto (SP) quanto à presença de hormônios. Como método de extração dos hormônios, usou-se a SPE e, como técnica analítica HPLC/FLU/DAD. Os resultados não indicaram a presença dos hormônios estudados até o limite de detecção do método empregado. Foi feita também a análise de vitelogenina (VTG) em plasma sanguíneo de peixes das espécies Geophagus brasiliensis (cará), Satanoperca pappaterra (zoiúdo) e Tilapia rendalli (tilápia rendali) capturados na referida represa. Observou-se que os peixes machos continham concentração de VTG na faixa de 152,4 a 2.841,8 ng mL-1. Isto indica que há substâncias de efeito endócrino na água da represa, mas não se pode afirmar que sejam os hormônios estudados.
Nota Local   Química analítica
Assunto   LinkQUÍMICA ANALÍTICA
Autor Secundário   LinkVieira, Eny Maria
Localiz.Eletrônica    “Clicar” sobre o botão para acesso ao texto 
   “Clicar” sobre o botão para acesso ao Currículo Lattes de Eny Maria Vieira 
 
Acervo Geral   Todos os itens
Itens na Biblioteca   IQSC-Inst. Química São CarloLibrary Info
Unidade USP   IQSC -- INST DE QUÍMICA DE SÃO CARLOS

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC


Encerrar Sessão - Preferências - Fale Conosco - Ajuda - Ex Libris
Buscas - Resultados - Buscas Anteriores - Catálogos