Logotipo Dedalus   Logotipo ABCD
                         
Identificação       Preferências   Catálogos   Fale Conosco   Encerrar Sessão  
Buscas   Resultados   Buscas Anteriores   Meus Docs.   Histórico   Vocabulário   Ajuda
 
  Adicionar Reg. Meus Docs.  |  Localizar  |  Salvar / E-mail  

Registro Completo

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC
No. Registro   001581109
Tipo de material   TESE
Entrada Principal   LinkPalmeira, Ronaldo Maia de Jesus
Título   LinkA influência das ondas de gravidade superficiais na rugosidade oceânica e seu impacto na modelagem numérica dos sistemas atmosféricos no Atlântico Sul.
Imprenta   São paulo, 2006.
Descrição   105 p. + CD-ROM-439.
Idioma   Português
Nota Tese/Diss   Dissertação (Mestrado)
Resumo   Experimentos foram realizados para investigar a influência das ondas de gravidade superficiais na rugosidade oceânica e seu impacto na modelagem dos sistemas atmosféricos no Atlântico Sul. Uma interface de comunicação entre o modelo atmosférico de mesoescala MM5 e o modelo de ondas WW3 foi desenvolvida onde foram experimentadas três diferentes parametrizações de rugosidade baseadas na agitação marítima, além da parametrização baseada na velocidade do vento que utiliza a fórmula clássica de Charnock (Charnock, 1955). As diferentes parametrizações utilizadas na estimativa da rugosidade a partir do estado do mar apresentaram valores significativamente superiores à estimativa baseada na velocidade do vento. Assim, as maiores estimativas foram obtidas utilizando-se a parametrização que considera a rugosidade diretamente proporcional ao deslocamento médio da superficie do mar e as parametrizações baseadas no parâmetro idade da onda mostraram-se extremamente sensíveis às características do sistema que gerou as ondas - ondas geradas localmente (remotamente), denominadas de vaga (marulho), produziram rugosidades mais (menos) expressivas. Verificou-se que os impactos do aumento da rugosidade da superfície do mar no modelo atmosférico se dão diretamente na intensidade dos ventos a 10 metros e na estimativa do fluxo horizontal de momento vertical entre as superficies ar-mar. Os campos mostraram que as maiores variações acontecem no pós-frontal, e que tais
  resultados geram alterações nos fluxos de superfície que podem ser bastante significativas no desenvolvimento desses sistemas, intensificando e retardando-os.
Departamento   ACA
Assunto   LinkINTERAÇÃO AR-MAR
Autor Secundário   LinkCamargo, Ricardo de
 
Acervo Geral   Todos os itens
Itens na Biblioteca   IAG-Inst. Ast. Geo. C. Atmosf.Library Info
Unidade USP   IAG -- INST DE ASTRONOMIA, GEOFÍSICA E CIÊN ATMOSFÉRICAS

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC


Encerrar Sessão - Preferências - Fale Conosco - Ajuda - Ex Libris
Buscas - Resultados - Buscas Anteriores - Catálogos