Logotipo Dedalus   Logotipo ABCD
                         
Identificação       Preferências   Catálogos   Fale Conosco   Encerrar Sessão  
Buscas   Resultados   Buscas Anteriores   Meus Docs.   Histórico   Vocabulário   Ajuda
 
  Adicionar Reg. Meus Docs.  |  Localizar  |  Salvar / E-mail  

Registro Completo

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC
No. Registro   001528700
Tipo de material   ARTIGO DE PERIODICO - NACIONAL
Cód. publicação   Link10.7322/jhgd.19777 DOI
Entrada Principal   LinkQuevedo, Michele Peixoto (*)
Título   LinkOs significados da maternidade para mulheres cardiopatas e diabéticas com gravidez de risco.
Imprenta   São Paulo, 2006.
Descrição   p. 12-21.
Idioma   Português
Resumo   O presente trabalho teve como objetivo identificar as representações sociais da maternidade em mulheres cardiopatas e diabéticas que, experienciavam uma gravidez de risco e que se encontravam hospitalizadas em um período da gravidez para monitoração da sua saúde e a do bebê. Os instrumentos da coleta de dados foram entrevistas semi-estruturadas, com roteiros previamente testados. Entrevistaram-se 20 gestantes, sendo 11 cardiopatas valvares e 09 gestantes com Diabetes mellitus tipo I e II, que se encontravam hospitalizadas no terceiro trimestre de gestação. Optou-se pelo estudo de corte qualitativo. O delineamento foi feito através da análise de discurso no qual o fator de interesse girou em torno dos aspectos da relação da gestante com a sua saúde, expectativas e significados da maternidade, bem como do filho, sentimentos em relação à gestação e ao bebê, e enfrentamento da hospitalização. Para a análise dos discursos, utilizou-se um instrumento de tabulação de dados qualitativos, com as seguintes figuras metododlógicas: a Idéia Central, a Expressão-Chave e o Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Os resultados revelaram temas relacionados à forma como mulheres cardiopatas e diabéticas conviviam com doenças crônicas, aos significados da gravidez de alto risco em gestantes cardiopata e diabéticas e à experiência da gravidez de risco incluindo a hospitalização e os medos das gestantes. Pode-se concluir que as representações surgidas em relação à
  maternidade e ao filho estão relacionadas ao imaginário feminino, mas que a presença de uma doença crônica pode influenciar também no significado da maternidade para esse grupo de mulheres. (AU)
Assunto   LinkRELAÇÕES MÃE-CRIANÇA
  LinkMÃES
  LinkGRAVIDEZ DE ALTO RISCO
  LinkCARDIOPATIAS
  LinkDIABETES MELLITUS
  LinkDOENÇA CRÔNICA
  LinkSAÚDE DA MULHER
Autor Secundário   LinkLopes, Ceci Mendes Carvalho (*)
  LinkLefèvre, Fernando
Fonte   LinkIn: Revista Brasileira de Crescimento e Desenvolvimento Humano, São Paulo, v. 16, n. 1, p. 12-21, 2006, ISSN: 0104-1282
 
Unidade USP   FSP -- FAC DE SAÚDE PÚBLICA

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC


Encerrar Sessão - Preferências - Fale Conosco - Ajuda - Ex Libris
Buscas - Resultados - Buscas Anteriores - Catálogos