Logotipo Dedalus   Logotipo ABCD
                         
Identificação       Preferências   Catálogos   Fale Conosco   Encerrar Sessão  
Buscas   Resultados   Buscas Anteriores   Meus Docs.   Histórico   Vocabulário   Ajuda
 
  Adicionar Reg. Meus Docs.  |  Localizar  |  Salvar / E-mail  

Registro Completo

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC
No. Registro   001443753
Tipo de material   TESE
Entrada Principal   LinkSantos, Luciana Gimenes Parada dos
Título   LinkFronteiras entre léxico e gramática na descrição do Tupinambá e do Guaraní nos séculos XVI e XVII.
Imprenta   São Paulo, 2005.
Descrição   157 p. ++ anexos.
Idioma   Português
Nota Tese/Diss   Tese (Doutorado)
Resumo   Esta pesquisa busca detectar e/ou mapear, em descrições das chamadas línguas gerais do Brasil e do Paraguai - o Tupinambá e o Guaraní - confeccionadas nos séculos XVI e XVII, duas questões teóricas recorrentes na história da reflexão sobre a linguagem. A primeira diz respeito à delimitação dos domínios da gramática e do léxico; a segunda, ao caráter natural ou arbitrário da língua. Para tanto, procuramos sistematizar, de um lado, o tratamento de certas categorias gramaticais indígenas tal como realizado nas gramáticas e descrições lexicográficas sob análise, tendo em mente diferenças tipológicas entre as línguas objeto, as metalinguagens de descrição, Português e Espanhol, e a metalinguagem de categorização, o Latim. De outro lado, buscamos observar, nas estratégias de tradução empregadas nos materiais lexicográficos, o tratamento das categorias lexicais ou cognitivas indígenas
Nota Local   Semiótica e Lingüística geral
Departamento   FLL LINGUISTICA
Assunto   LinkLINGUÍSTICA -- BRASIL
  LinkLÍNGUAS INDÍGENAS (GRAMÁTICA) -- BRASIL;PARAGUAI
  LinkLINGUÍSTICA (HISTORIOGRAFIA)
Autor Secundário   LinkAltman, Maria Cristina Fernandes Salles
Resumo/Outros   This study addresses two recurrent issues in the history of linguistic thought: whether language is natural or conventional, and whether it is possible to establish the borderline between lexical and grammatical domains. Working with grammars and vocabularies made by Jesuit missionaries in the 16th and 17th centuries, which describe languages spoken in Brazil and Paraguai - Tupinambá and Guaraní - I try to detect and map the authors’ ideas about the two points above. The research aims at depicting how mechanisms of grammatical categorisation not predicted within the Latin grammatical frame, as well as principles of lexical/conceptual categorisation not familiar to the European Christian worldview, were described in the documents studied. The way the differences between the object languages and the descriptive model, and/or the indigenous and Christian worldviews were handled in those materials can throw light into the epistemological questions focussed here
 
Acervo Geral   Todos os itens
Itens na Biblioteca   FFLCH-Fac. Fi. Let. C. HumanasLibrary Info
Unidade USP   FFLCH -- FAC DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC


Encerrar Sessão - Preferências - Fale Conosco - Ajuda - Ex Libris
Buscas - Resultados - Buscas Anteriores - Catálogos