Logotipo Dedalus   Logotipo ABCD
                         
Identificação       Preferências   Catálogos   Fale Conosco   Encerrar Sessão  
Buscas   Resultados   Buscas Anteriores   Meus Docs.   Histórico   Vocabulário   Ajuda
 
  Adicionar Reg. Meus Docs.  |  Localizar  |  Salvar / E-mail  

Registro Completo

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC
No. Registro   001121466
Tipo de material   TESE
Entrada Principal   LinkCesar, Floriano Jonas
Título   LinkPapado, Império e o Pensamento de Marsílio de Pádua.
Imprenta   São Paulo, 2000.
Descrição   117 p.
Idioma   Português
Nota Tese/Diss   Tese (Doutorado)
Resumo   Nossa tese discute como se forma a doutrina política de Marsílio de Pádua (1285 a.C - 1342 a.C). Marsílio é um dos mais duros críticos do Papado no século 14 e autor controverso. Os comentadores divergem, por exemplo, quanto a ser sua doutrina republicana ou imperialista, religiosa ou secular. Nosso objetivo é explicar como todas essas faces se tornaram parte dela. Examinamos primeiro os documentos biográficos, para revelar os atos de Marsílio contra o papa. Vemos em seguida como ele próprio analisa a situação política de seu tempo e por que apóia o imperador Luís de Baviera contra o papa João XXII. Mostramos então que tanto ele quanto seus adversários provam seu ponto de vista recorrendo à razão, autoridade e experiência. Marsílio no entanto critica duramente o uso político que os papas fazem das Escrituras. Conseqüentemente, ele próprio não fala em missão divina do Império, nem busca uma política na Bíblia. Na História que contam o Defensor Pacis, De Translatione Imperii e Defensor Minor, Deus está presente mas o homem freqüentemente não sabe onde. No Discurso I do Defensor Pacis, Marsílio desenvolve uma teoria política baseada em Aristóteles. Permanecendo no entanto um fiel, ele reconhece os problemas específicos da civitas cristã, o que o leva enfim a defender um papel para o imperador na cristandade
Nota Local   Filosofia
Departamento   FLF FILOSOFIA
Assunto   LinkFILOSOFIA POLÍTICA
Autor Secundário   LinkRibeiro, Renato Janine
Resumo/Outros   This thesis discusses the formation of Marsilius of Padua’s (c1285 - c1342) political doctrine. Marsilius is one of the severest critics of the Papacy in the 14th century as well as a controversial author. His commentators are not in accord with each other, for example, as to whether his doctrine is republican or imperialist, religious or secular. Our purpose is to explain how all these facets became part and parcel of it. First biographical documents are examined in order to reveal his actions against the pope. Next we present his own analysis of the political situation at the time, and the reasons why he supports emperor Ludwig of Bavaria against pope John XXII. Then it will be showed that both he and his adversaries prove their point of view by referring to reason, authority and experience. Marsilius, however, criticises fiercely the political use of the Scriptures which is made by the popes. As a consequence, he himself neither mentions any divine mission of the Empire nor looks for a political doctrine in the Bible. In the History which the Defensor Pacis, the De Translatione Imperii and the Defensor Minor narrate, God is present but man often does not know where He is. In Discourse I of Defensor Pacis, Marsilius develops a political theory based on Aristotle. Nevertheless, being a Christian, he recognises that the Christian civitas has specific problems, what finally leads him to assign a role in Christendom to the emperor
 
Acervo Geral   Todos os itens
Itens na Biblioteca   FFLCH-Fac. Fi. Let. C. HumanasLibrary Info
Unidade USP   FFLCH -- FAC DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS

Escolher formato: Padrão Ficha Formato Reduzido Nomes MARC Campos MARC


Encerrar Sessão - Preferências - Fale Conosco - Ajuda - Ex Libris
Buscas - Resultados - Buscas Anteriores - Catálogos